Português (pt-PT)
RSSLinkedInPinterestTwitterFacebook
Início Ingredientes Especiarias

Ervas Aromaticas e Especiarias

Cardamomo

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

F6009_2A planta do Cardamomo é da família do gengibre. As plantas crescem e tornam-se grandes arbustos que dão frutos. As vagens de cardamomo obtêm-se quando os frutos são colhidos antes de estarem maduros.

Originariamente, as plantas de cardamomo cresciam à toa nas florestas do Sul da Índia, mas hoje em dia são cultivadas noutras partes do mundo, como na Guatemala e no Sri Lanka. As vagens de cardamomo de comércio justo Bart vêm da Guatemala.

O cardamomo foi usado pelos gregos e romanos antigos para dar sabor à comida. Tem também sido comercializado na Índia, pelo menos nos últimos 1000 anos.

Cada vagem verde-oliva contém aproximadamente 12 sementes pretas minúsculas. As vagens podem usar-se inteiras ou ser abertas de forma a usar apenas as sementes. O cardamomo tem um sabor forte e singular que é quente, apimentado e doce com toques de limão e eucalipto. O perfume intensamente aromático é rico e adocicado.

O cardamomo é um ingrediente-chave no caril e pilaf indianos. Também resulta bem em pratos doces, nomeadamente gelados. Use o cardamomo com moderação, pois o sabor é bastante intenso.

Na Índia, o Cardamomo é usado para tratar infeções da boca e auxiliar a digestão. É igualmente bom para refrescar o hálito, quando mastigado.

 

Alcaravia

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

11008_2As Sementes de Alcaravia são listradas e em forma de meia-lua. Dão um aroma quente, doce e ligeiramente picante e um sabor a nozes e anis. A planta da alcaravia é da família da salsa e assemelha-se muito à rama da cenoura, com as suas folhas plumosas. Esta planta prefere locais quentes e soalheiros.

A alcaravia é originária da Ásia e da Europa Central, onde é cultivada desde a Idade Média. Há documentos sobre as sementes de alcaravia que remontam há milhares de anos, ao tempo do Antigo Egito, e pensa-se que será a especiaria usada há mais tempo na Europa. Há provas de que foi usada na Suíça, há 8000 anos. Na Inglaterra Isabelina eram usadas para assar com maçãs.

As sementes inteiras são tradicionalmente usadas na cozinha da Europa Central para acrescentar sabor ao queijo, ao pão e aos guisados. O óleo das sementes de alcaravia também é usado como fragrância em sabonetes e perfumes.

Dica rápida: esmague algumas sementes e espalhe sobre a carne antes de assar no forno, para acrescentar sabor.

 

Macis

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

11072_2O Macis é a parte exterior e fibrosa da noz-moscada. É cuidadosamente retirado da casca à mão ou com uma faca e posto a secar, deixando fios de cor escarlate. O macis é mais caro que a noz-moscada devido ao cuidadoso processo que exige.

As moscadeiras são originariamente cultivadas na Indonésia e nas Caraíbas. As nozes-moscadas, que são as sementes desta árvore, são redondas e de textura grosseira.

O macis tem um sabor mais delicado, leve e doce, mas o aroma é quente e semelhante ao da noz-moscada. O macis não precisa de ser moído antes de ser usado, pode simplesmente ser esmagado com os dedos e polvilhado. Para usar inteiro, retire o pé antes de servir.

O macis é muitas vezes usado para temperar sopas e estufados, bem como em doces, nomeadamente bolos. É uma das especiarias usadas no vinho quente.

Dica rápida: use alguns fios de macis em caldos para dar sabor, evitando a noz-moscada em pó.

 

Cominhos

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

11094_2O Cominho pertence à família da salsa. A planta cresce até cerca de 50 cm de altura e é colhida à mão. O cominho é usado numa ampla variedade de cozinhas espalhadas pelo mundo, indo desde os caris indianos, ao chili mexicano, aos pratos de tagine do norte de África, aos queijos holandeses e ao chucrute alemão. O cominho em pó dá um aroma perfumado e é útil quando não se tem tempo para moer as sementes de cominho.

As sementes de cominho são em forma de meia-lua, com arestas. Têm um aspecto muito semelhante ao das sementes de alcaravia. Originário do Irão e da zona mediterrânica, é usado desde os tempos antigos. Os romanos costumavam usar o cominho como tempero para a comida, à semelhança do sal e da pimenta. Os colonos espanhóis introduziram o cominho na América do Sul durante os séculos XVII/XVIII, tornando-o um ingrediente popular nos pratos tradicionais mexicanos.

Durante a Idade Média, o cominho tornou-se menos popular na Europa, mas desde então renasceu. Hoje em dia, é a segunda especiaria mais popular do mundo, sendo apenas derrotado pela pimenta preta.

As sementes de cominho têm um aroma quente e dão um sabor forte, terroso e ligeiramente amargo. O cominho é popular nas cozinhas da Índia, do Médio Oriente e do México, pois o sabor forte realça a doçura dos pratos. O cominho é um ingrediente essencial para o pó de caril e outras misturas como o Baharat. É também um dos principais ingredientes do verdadeiro guacamole mexicano.

Dica rápida: misture algumas sementes com um pouco de azeite para criar um molho de salada repleto de sabor.

 

Sementes de Mostarda

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
11091_2

As sementes de mostarda são sementes da planta da mostarda que é um parente distante dos brócolos, das couves e couves de Bruxelas. As minúsculas sementes libertam um aroma característico da mostarda e um sabor amargo, quente e rústico.

As sementes de mostarda preta dão um sabor mais forte aos pratos que as de mostarda amarela. Estas últimas são usadas com mais frequência que as de mostarda preta e o seu sabor é menos intenso.

Os franceses usavam as sementes de mostarda na sua cozinha desde o ano 800 d.C., e os exploradores espanhóis levaram-nas consigo no século XV. Os romanos moíam as sementes para fazerem uma pasta, que usavam como condimento. As sementes de mostarda também figuram em histórias da tradição cristã, judaica e budista.

As sementes de mostarda são cultivadas em diferentes regiões de Europa, Ásia, América do Norte e Médio Oriente, e é uma das especiarias mais populares comercializadas, hoje em dia. As sementes de mostarda-preta Bart são originárias do Canadá.

As sementes de mostarda-preta servem para complementar um grande leque de pratos. Junte aos caris para realçar o sabor e porque não misturar com iogurte para uma sobremesa invulgar?

 
Pág. 9 de 10

Catálogo Socilink 2019/20

Capa Catalogo Socilink 2019 20

Siga-nos no Facebook

Subscrever Newsletter



Receber em HTML?

Visitantes online

Temos 52 visitantes em linha

Estatísticas

Visualizações de conteúdos : 3334582