Lurisia

A lenda diz que a fonte da Lurisia foi descoberta por acaso, por um dos mineiros que, nos primeiros anos do século passado, trabalhavam na zona de Nivolano (hoje Lurisia). Usando uma picareta contra a parede rochosa para soltar a típica pedra local usada para a construção, ele acidentalmente atingiu uma veia da fonte que acabou por ser excelente para beber, mas ainda melhor para cortes e feridas que, quase por milagre, se curavam rapidamente. As qualidades “mágicas” desta fonte desde cedo se tornaram conhecidas, atraindo a atenção de uma multidão de curiosos. Médicos e cientistas estudaram as características que certificam permanentemente os benefícios termais da água. Dos investimentos e determinação de Pietro Cignolini, David Garbarino e Piero Sciaccaluga, um médico e dois homens de negócios clarividentes da Ligúria, em 1940, as Termas Lurisia foram abertas ao público permitindo que todos beneficiem das maravilhosas qualidades da água. Lurisia tornou-se um importante centro de pesquisa termal, mas também um lugar agradável para descansar e relaxar, um lugar escolhido por milhares de pessoas, incluindo algumas das pessoas mais importantes da época. Só mais tarde, com o decreto do Ministério da Saúde, foi dada permissão para o engarrafamento e venda da água, compartilhando, portanto, as qualidades saudáveis da fonte de Santa Bárbara com todos. A água Lurisia está disponível com e sem gás. É uma água muito pouco mineralizada e tem um pH neutro (6,0) sendo recolhida a 1460 metros de altitude, longe de qualquer fonte de poluição. Para além das águas minerais a empresa comercializa ainda uma linha de bebidas que inclui duas laranjadas, uma gasosa e uma água tónica, todas preparadas com a água mineral Lurisia e com os melhores ingredientes locais como as laranjas da Sicilia IGP.

Ver todos os Produtos

Nascida em Itália, no Monte Pigna, a 1460 metros de altitute num ambiente puro, longe de fontes de poluição

A lenda diz que a fonte da Lurisia foi descoberta por acaso, por um dos mineiros que, nos primeiros anos do século passado, trabalhavam na zona de Nivolano (hoje Lurisia) usando uma picareta contra a parede rochosa para soltar a pedra, a típica pedra local usada para a construção, ele acidentalmente atingiu uma veia da fonte que acabou sendo excelente para beber, mas ainda melhor para cortes e feridas que, quase por milagre, se curavam rapidamente. As qualidades “mágicas” desta fonte logo se tornaram mais conhecidas, atraindo a atenção de uma multidão de curiosos. Médicos e cientistas estudaram as características que certificam permanentemente os benefícios termais da água.

Dos investimentos e determinação de Pietro Cignolini, David Garbarino e Piero Sciaccaluga, um médico e dois homens de negócios clarividentes da Ligúria, em 1940, as Termas Lurisia foram abertas ao público permitindo que todos beneficiem das maravilhosas qualidades da água.
Lurisia tornou-se um importante centro de pesquisa termal, mas também um lugar agradável para descansar e relaxar, um lugar escolhido por milhares de pessoas, incluindo algumas das pessoas mais importantes da época. Só mais tarde, com o decreto do Ministério da Saúde, foi dada permissão para o engarrafamento e venda da água, compartilhando, portanto, as qualidades saudáveis da fonte de Santa Bárbara com todos.

A água Lurisia está disponível com e sem gás. É uma água muito pouco mineralizada e tem um pH neutro (6,0) sendo recolhida a 1460 metros de altitude, longe de qualquer fonte de poluição. Para além das águas minerais a empresa comercializa ainda uma linha de bebidas que inclui duas laranjadas, uma gasosa e uma água tónica, todas preparadas com a água mineral Lurisia e com os melhores ingrediente locais como as laranjas da Sicilia IGP.

Partilhar esta página

Subscreva a nossa newsletter

Receba todas as novidades e notícias do seu mundo de sabores de sempre!