Marron Glacé

Marron-glacé, também chamada castanha glaceada, é uma iguaria da doçaria francesa e da doçaria italiana. O marron-glacé é feito com castanha cozida e mergulhada em calda de açúcar.

Índice:

Qual a sua origem?

Existem várias teorias sobre a origem da marron glacé. A primeira castanha glaceada teria aparecido na corte do Rei Luís XIV, com o Chefe François Pierre de La Varenne, que cozinhou uma castanha com açúcar. Outros indicam, que a receita da castanha glaceada surge pela primeira vez no século XVI, em Lyon. Outros afirmam que a castanha cristalizada teve origem em Cuneo, Itália, ainda no século XVI, devido à grande disponibilidade de castanhas e a uma difusão sem precedentes do açúcar.

Confecção da Marron Glacé

A magia deste produto vem tanto da sua origem quanto do seu processo de fabricação. Apenas uma dezena das mais de 80 variedades de castanhas encontradas nas florestas são adequadas para o fabrico de Marron Glacé. Estas são submetidas a uma selecção rigorosa, atendendo a critérios organolépticos e morfológicos.

A castanha, uma vez seleccionada, é exposta a um delicado descascamento a vapor, para o qual é necessária uma complexa tecnologia específica.

O delicado peeling a vapor a que estão expostas as castanhas utilizadas para a confecção do Marron Glacé garante a integridade da fruta, um processo paciente e laborioso que deixa a difícil tarefa de retirar manualmente a pele interior nas mãos de pessoal especializado.

Posteriormente, as castanhas são cristalizadas individualmente por meio de um processo lento, para terminar de embelezá-las com uma cobertura fina e crocante de “Vidro” perfumada com baunilha.

Um tratamento delicado que se prolonga por mais de 240 horas de paciência, dedicação e perseverança e que justifica visivelmente o carácter autêntico e a bondade deste cuidado produto.

Receita da Marron Glacé

Partilhar esta página

Subscreva a nossa newsletter

Receba todas as novidades e notícias do seu mundo de sabores de sempre!